Conjuntura Econômica dezembro 16/janeiro 17

Panorama Geral: a recessão que o país vive é mais longa e profunda que as anteriores, o que dificulta prever como e quando se dará a retomada. Os últimos indicadores apontam que a queda da atividade econômica se manteve no terceiro trimestre de 2016, mais intensa comparativamente ao resultado no segundo trimestre do ano, cujo resultado veio na contramão das expectativas do mercado. Os investimentos, que haviam apresentado comportamento positivo no segundo trimestre, voltaram a mostrar queda significativa no terceiro trimestre. A recuperação econômica somente ocorrerá por meio da melhora das expectativas dos agentes e da combinação de políticas econômicas. Observa-se que a condução da política monetária já permitiu uma rápida redução das expectativas de inflação, que se aproximaram da meta em 2017 e se igualaram à meta para os anos seguintes. O desafio mais crítico, entretanto, diz respeito ao arcabouço constitucional que dê suporte crível a um novo regime fiscal. Será necessário ainda enfrentar outras questões estruturais que pesam sobre o desenvolvimento econômico brasileiro: melhorar o ambiente de negócios (questão regulatória); reformar a estrutura tributária (complexa e cria distorções); alterar a legislação trabalhista (rígida) e aumentar grau de exposição da economia ao comércio internacional. Continuar lendo Conjuntura Econômica dezembro 16/janeiro 17

Anúncios