Agenda Econômica Semanal – 29 de maio a 4 de junho de 2017

Agenda doméstica desta semana tem o resultado do PIB do primeiro trimestre e a decisão do Copom como destaques

Mercado doméstico nesta semana estará atento ao resultado do PIB do primeiro trimestre e à decisão do Banco Central sobre a Selic. Para o resultado do PIB do primeiro trimestre (quinta-feira) esperamos crescimento de 1,3% contra igual trimestre do ano anterior e elevação de 0,9% comparativamente ao trimestre anterior. Pelo lado da oferta, apostamos que resultado mais benigno derivam da alta de 12,5% (T/T) para o setor agrícola, impulsionado pela forte safra de milho e soja, e do aumento de 0,5% (T/T) para o setor de serviços (cuja série foi consideravelmente revisada para cima devido à nova metodologia do IBGE, devem ser os vetores do movimento. Pela ótica da demanda, o setor externo deverá ser o destaque positivo.

Na quarta, teremos o principal evento da semana, a reunião do Copom. Tendo em vista os fracos dados da atividade econômica, acreditamos que o Banco Central voltará a reduzir a Selic em 100 bps, de 11,25% para 10,25%, apesar da incerteza no ambiente político. No entanto, avaliamos que a autoridade monetária adotará um tom mais cauteloso do que o visto nas últimas reuniões. No comunicado, a instituição deve sinalizar que as incertezas podem fazer com que ciclo de flexibilização monetária seja menos profundo do que o anteriormente esperado.

Ainda na agenda de indicadores de atividade, o IBGE divulgará na sexta-feira o resultado da Pesquisa Mensal da Indústria que, segundo nossa estimativa, deve recuar 0,3% (M/M) em abril. Os fracos indicadores coincidentes como o de produção de veículos (-3,9%, m/m, Anfavea), o de fluxo de veículos pesados nas estradas (-1,3%, m/m, ABCR) e o de expedição de papel ondulado (-1,2%, m/m, ABPO, prévia) dão suporte à nossa análise. Algumas sondagens da FGV sobre a confiança de maio também serão divulgadas na semana (Indústria e Serviços) em suas versões finais. A Fenabrave divulgará seus números sobre as vendas de veículos de maio na quinta-feira.

No que diz respeito aos índices de preços, teremos esta semana o IGP-M de maio (terça-feira), o qual deve manter tendência desinflacionaria, mas em menor ritmo. O indicador de preços da FGV deverá passar de –1,10% para –0,84% em maio. A menor deflação dos produtos agropecuários deve explicar o movimento, com a variação em doze meses desacelerando de uma alta de 3,37% para outra de 1,67%. Algumas sondagens da FGV sobre a confiança de maio também serão divulgadas na semana (Indústria e Serviços) em suas versões finais. A Fenabrave divulgará seus números sobre as vendas de veículos de maio na quinta-feira.

Na quarta-feira, a taxa de desemprego deve subir de 13,7% para 13,8% em abril, em razão da atividade fraca, da baixa capacidade do mercado de trabalho em absorver o incremento da força de trabalho e dos diversos planos anunciados de Aposentadoria e Demissão Voluntária (bancos, montadoras e reabertura do PDV dos Correios).

Por fim, na quinta-feira, teremos o resultado da balança comercial de maio, para o qual projetamos superávit de R$ 7,6 bilhões, refletindo o crescimento das exportações.

Nos Estados Unidos, destacamos a divulgação dos indicadores do mercado de trabalho referentes a maio, que devem reforçar a expectativa de uma alta dos juros na reunião de política monetária de junho. Na quarta-feira, conheceremos os dados da ADP de empregos no setor privado, enquanto que, na sexta-feira, teremos os dados da criação de vagas de trabalho e da taxa de desemprego de maio. Além disso, amanhã, serão conhecidos os indicadores de rendimento e gastos pessoais referentes a abril. Atentando-se ao restante da agenda global, os índices PMI da indústria de transformação das principais economias do mundo, que serão divulgados entre quarta e quinta-feira, devem apontar para continuidade do crescimento da indústria na passagem de abril para maio. Na Alemanha, os dados das vendas do varejo de abril e da taxa de desemprego de maio, previstos para quarta-feira, também devem indicar a mesma direção. E, no mesmo dia, serão conhecidos os resultados preliminares da inflação ao consumidor da Área do Euro, referentes a maio.

tabela agenda.png

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s