Agênca Econômica Semanal – 18 a 24 de julho de 2016

Agenda Econômica Semanal

18 a 24 de julho 2016

Agenda vem magra esta semana, com destaque para o Copom que deve manter a Selic em 14,25%

Teremos poucos indicadores domésticos que estarão no foco do mercado esta semana. Contudo, destacamos o anúncio da decisão sobre a Selic pelo Copom, na quarta-feira. A REAG mantém sua posição pela manutenção da ´taxa de juros básica no atual patamar de 14,25%, sem descartar a possibilidade de o comitê apontar sinais e expectativas positivas no cenário macroeconômico que poderão indicar quais serão os próximos passos da política monetária. A reunião do Copom será a primeira sob a presidência de Ilan Goldfajn e com a presença da nova diretoria, o que sugere atenção especial para o comunicado. Assim, muito provavelmente o mercado estará atento ao resultado do IPCA-15 de julho, na quinta-feira, para o qual esperamos aceleração de 0,40% para 0,46%, refletindo o maior ritmo de produtos como leite e derivados, ovos e do feijão, item que tem tido sua produção prejudicada pelos efeitos colaterais do El-Niño. Além disso, o encarecimento da Passagem aérea também deve contribuir para o movimento. A 2ª prévia do IGP-M de julho deve mostrar desaceleração de 1,33% para 0,50%, puxado pelos produtos agropecuários e industriais. Os números da arrecadação devem ser divulgados ao longo da semana. Para junho, projetamos arrecadação de R$97,8 bi, o que representa um acréscimo de 0,7% (a/a). Além disso, na sexta-feira, a prévia da sondagem da indústria de julho será publicada pela FGV e, no decorrer da semana, a geração de empregos formais de junho (CAGED) será divulgada pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

O evento mais importante da semana na agenda internacional será a reunião de política monetária do BCE, além de o mercado aguardar as leituras preliminares dos índices PMIs dos EUA e da Área do Euro, na sexta-feira. Espera-se que os dados incorporem, ao menos parcialmente, as incertezas dos agentes acerca da saída do Reino Unido da União Europeia. Sobre a decisão de política monetária da Área do Euro, na quinta-feira, a primeira após a referendo do Reino Unido, acreditamos que a autoridade preferirá acompanhar a evolução dos dados que serão divulgados até a próxima reunião antes implementar novas ações, assim como fez o BC inglês. Entretanto, o BCE deve reforçar sua disposição em agir de forma compatível com os riscos apresentados. Nos EUA destaca-se também a divulgação do CFNAI, seguido pelo Índice Antecedente de atividade. O CFNAI, medido pelo Fed de Chicago deve refletir o bom desempenho da produção industrial de junho que obteve ganho de 0,6% (M/M) no período. No que se refere ao Índice Antecedente do Conference Board, o mercado aponta para uma alta após o recuo observado em maio. A melhora do ISM Manufatura em junho (de 55.7 para 57.0 pontos), bem como a recuperação do mercado de trabalho em junho, que reportou a criação de 287 mil vagas ante 11 mil em maio, são fatores que devem contribuir positivamente.

agenda semanal 18 a 24 de julho de 2016 - tabela

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s